fbpx

7 tendências da nutrição para 2021

Nos despedimos de 2020 há um mês, mas as mudanças provocadas por um ano tão desafiador e marcante impactaram no estilo de vida, escolhas alimentares e imunidade,  bem-estar e saúde mental passaram a ter mais atenção dos brasileiros. 

Além disso, vemos há alguns anos mudanças comportamentais no consumo ligadas às mudanças climáticas. Mudanças essas que trazem uma abordagem colaborativa e preocupada com o meio ambiente.

É notável o crescimento de um movimento ainda mais consistente com o objetivo de reduzir a produção de lixo, o desperdício de alimentos e o consumo de ingredientes com elevadas pegadas de carbono, principalmente carnes e laticínios. As escolhas tendem a parar de ser somente pelo sabor, para uma preocupação com a nutrição do corpo e impactos ao planeta.

Nesse cenário conseguimos enumerar 7 tendências que estarão em destaque em 2021.

1 – Transparência nos rótulos e informações

A transparência ganhou o prêmio do Top Ten Trends para 2021 do Innova Market Insights

Em 2020 a Anvisa aprovou por unanimidade, a nova norma sobre rotulagem nutricional de alimentos embalados. A medida melhora a clareza e a legibilidade das informações nutricionais presentes no rótulo dos alimentos e visa auxiliar o consumidor a realizar escolhas alimentares mais conscientes. Apesar da norma entrar em vigor em 24 meses, vemos que os consumidores já estão cada vez mais interessados em aprender mais sobre a origem dos alimentos e as suas composições.

2 – Crescimento do vegetarianismo e veganismo

O número de adeptos à alimentação baseada em plantas cresce a cada ano.  Segundo a  Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB),  no Brasil, já são quase 30 milhões de pessoas que se declaram vegetarianos. Nesse sentido, além de escolhas de novos formatos de proteínas vegetais, veremos mais marcas lançando linhas plant based, o surgimento novos produtos e alternativas mais sofisticadas ganhando destaque.

3 – Nutrição personalizada

Os serviços personalizados são uma tendência para todos os mercados. O ser humano busca cada vez mais serviços que se adequem a sua personalidade, gostos, hábitos e objetivos.  Na nutrição não é diferente, os pacientes procuram tratamentos e rotinas alimentares que se adaptem a seus estilos de vida e atendimentos personalizados em saúde.

4 – Alimentos de verdade

Com a pandemia, muitas pessoas passaram a cozinhar mais, descobrindo um novo mundo. Muitas desenvolveram um hobbie, aprimorando suas habilidades culinárias e muitas passaram a valorizar a comida mais natural, feita em casa.  Esse aumento da demanda por comida caseira afeta diretamente a escolha de kits de refeições, marmitas caseiras ficam a frente a de alimentos industrializados, resultando em novas experiências alimentares.

5 – Imunidade em foco

A COVID-19 trouxe para o foco a saúde imunológica. Esse assunto foi tema de matérias em todos os tipos de mídia e entre nossa classe profissional. Pesquisas mostram que, em 2020, 6 em cada 10 consumidores globais buscaram por alimentos e bebidas que apoiem a imunidade. E não será diferente em 2021. A demanda por informação sobre o assunto, principalmente para orientação da escolha de ingredientes ricos em nutrientes que aumentem as respostas e defesas do corpo, continuam em alta com um papel significativo no próximo ano.

6 –  Corpo e a mente em sintonia

A saúde mental nunca foi tão relevante. Além de discutir o tema, muitas pessoas começaram terapia e encontraram na alimentação uma aliada para esse cuidado.  

Segundo pesquisa da empresa Archer Daniels Midland, cerca de 50% dos consumidores preferem alimentos que contêm ingredientes naturais. Esse resultado coloca em destaque a nutrição funcional, abrindo oportunidades para produtos que visem apoiar o sistema imunológico, equilibrar a mente e manter a energia e aumentando o interesse em consumo dos shots matinais e vitaminas.

7 –  Intestino em destaque

Dos artigos científicos para a atenção popular, a microbiota intestinal será um ponto de foco neste ano. Não é de hoje que estudos a apontam como ponto-chave para melhorar a saúde, mas agora o interesse pelo assunto rompeu essas barreiras, e o número de pessoas que buscam produtos com composições que beneficiem o intestino e regularizem a microbiota, principalmente pelos benefícios disseminados a respeito do papel da saúde intestinal no controle de peso e suporte do sistema imunológico, deve crescer neste ano. 

Estudar esses temas irá te ajudar a se manter atualizada e por dentro do mercado.

Por isso, é fundamental pesquisar e usar sites de confiança para buscar informações. 

Com Amor em Nutrir,

Mari

outras postagens