fbpx

Como captar os primeiros pacientes para um consultório de Nutrição?

Oi Nutri,

Entre tantas as possibilidade que a Nutrição oferece você escolheu o consultório!

Eu sei que essa é uma escolha desafiadora. Assim como eu, você deve ter ouvido:

Impossível viver apenas de atendimentos, consultório não dá dinheiro!, ou Só tem sucesso, quem tem família conhecida na cidade.

Essa história que viver de consultório é para poucos foi a mentira que eu mais ouvi durante a faculdade e que eu nunca dei ouvidos. Comecei a viver de atendimentos 6 meses depois de ter aberto meu consultório, sem precisar de nenhuma outra renda complementar. Hoje, milhares de alunos da AEN vivem apenas do consultório.

Um trabalho bem feito, sendo divulgado com as estratégias certas supera qualquer sobrenome chique de família rica. 

Como eu comecei

Me formei em 2010 e logo ingressei no Programa de Aprimoramento Profissional (como se fosse a residência) de um hospital público da minha cidade. 

Trabalhei por um ano, cresci e aprendi muito. Depois que me formei no Aprimoramento e fiquei apenas com o emprego da terceirizada, eu trabalhava em dias alternados, em plantões de 12x36h. Logo, eu tinha alguns dias livres na semana e nunca gostei de ficar de pernas para o ar. 

Foi então que eu me coloquei à disposição para atender em domicílio. E gostei! Por um dia na semana, eu já atendia no ambulatório do hospital por um período de um dia da semana. E foi no contato com pessoas “não enfermas” que buscavam prevenir saúde que eu encontrei meu Amor em Nutrir, que não me fazia sofrer, muito pelo contrário. 

Meu primeiro paciente foi um amigo, depois a mãe de um outro amigo, a sobrinha de uma colega da escola, um ex-colega de estágio e quando fui ver já estava com a agenda meio-preenchida.

Passei a divulgar cada vez mais meu trabalho e comecei a colher os frutos.  No começo, tive duas parcerias que foram fundamentais para o meu crescimento. Com o tempo, parei de fazer atendimentos em domicílio para atender em uma clínica pagando porcentagem por cada atendimento. Junto a isso, abri meu primeiro consultório. Uma sala de 10 metros quadrados, que dividia com uma amiga da faculdade e atendia 3x na semana. 

Com cerca de 8 meses, vi que aquela sala era pequena demais para os meus sonhos e que a clínica que pagava porcentagem não valia tanto a pena assim, mas foi isso que me deu experiência e coragem para ousar. Por isso que honro cada pedacinho da minha história. 

Em 2014, eu montei a minha clínica multiprofissional, com 2 psicólogos, nutricionista clínica, nutricionista esportiva, esteticista e uma sala enorme para eu fazer meus grupos de emagrecimento e meus cursos técnicos para nutricionistas.  

Desenvolvi um método, o Consultório Smart, que já ensinei para mais de 3 mil nutricionistas que estão realizando o seu sonho de viver de consultório.

Com este artigo quero ajudar você a conquistar o seus 10 primeiros pacientes e dar o primeiro passo desta caminhada rumo à sua realização profissional.

 

Essa são as 8 estratégias que eu indico:

1. Conte para o mundo que você é nutricionista

As pessoas precisam saber que você é nutricionista. Faça um post nas suas redes sociais contando sobre por que escolheu a nutrição, qual a sua missão e como começou a atender. Compartilhe com o mundo seu Amor em Nutrir!

2. Mostre que está se dedicando

Poste duas vezes por semana como você está estudando para melhorar seus atendimentos. Faça um post com seus livros preferidos ressaltando como eles contribuem para um atendimento melhor, mostre os cursos que está fazendo para aprimoramento.

É válido usar os stories também para compartilhar sua rotina de estudos e sua preocupação em se manter atualizada.

3. Faça um Post como funciona minha consulta

Você já fez um post contando sobre você e sua missão, agora chegou a hora de apresentar seu atendimento. Explique como funciona, de quais os problemas que você cuida, quais as transformações que proporciona e o passoa a passo da sua consulta. 

Se estiver atendendo em domicílio, destaque as vantagens de ser atendido por um nutricionista  e todos os diferenciais que você pode oferecer. Foque no conforto do cliente que ele não precisa se preocupar com trânsito e que tem a cozinha dele para usar.

4. Conte onde atenderá

Essa estratégia funciona muito para quem está começando a atender em domicílio. Funciona assim, em um dia que atender em determinado bairro faça um post como:

Olá pessoal, nessa próxima sexta-feira vou atender no bairro x. Como você sabe, eu faço atendimento em domicílio. Siiim, eu vou até a sua casa para facilitar seu tratamento. Se você quiser aproveitar, eu estarei pertinho de você. Me manda uma mensagem para agendar sua consulta.

Vale usar também os Stories!

5. Crie ou transforme suas redes sociais em um perfil profissional

Nutri, provavelmente você já está nas redes sociais. Você consome conteúdo no Facebook, Instagram, Tik Tok, Telegram, Whatsapp…. Mas e como produtora de conteúdo, você está presente? 

Eu recomendo que você tenha um Instagram e um Facebook dedicados a nutrição. Assim, além de parecer mais profissional, você consegue direcionar melhor suas publicações. E qual o objetivo disso? O Instagram entende que a sua rede social deve ser um local para as pessoas se expressarem, e não um concurso de popularidade.A rede social queridinha do momento é onde você consegue fazer uma vitrine do trabalho, através de posts no feed e ser você mesma nos stories, mostrando realidade, seu posicionamento, sua rotina e carisma. Pessoas amam seguir pessoas. Temos vários posts te mostrando como aproveitar mais o Instagram. Use sem moderação.

6. Produza conteúdo de valor

Poste textos informativos de nutrição, alimentação e vida saudável todo dia. No começo pode ser que ninguém curta, é normal, nutri.  Com o tempo seus familiares, amigos e pacientes começam a acompanhar e interagir e você se torna conhecida na cidade.

Marketing depende de constância, então mais do que nunca vale lembrar nosso lema: Fazer até dar certo!
Com as estratégias que eu ensino aqui e no Marketing para Nutricionistas você logo se tornará referência. 

(demorou pra mim, mas pra você será mais fácil)

7. Compartilhe sua primeira experiência 

Você conseguiu marcar seu primeiro paciente! Uhuuul!

Depois desse atendimento faça uma publicação e/ou compartilhe nos stories qual foi a sensação de atender seu paciente. Mostre sua felicidade, realização e principalmente sua paixão e vontade de ajudar seus pacientes.

Mas ATENÇÃO! esse post é sobre você e não sobre o paciente. Nunca compartilhe dados e informações. Temos um post completo sobre ética, que vale a pena você ler.

8. Faça uma parceria de sucesso!

Desde a primeira vez que ouvi o provérbio africano “Se quer chegar rápido, vá sozinho. Se quer chegar longe, vá acompanhado”, entendi que um consultório precisa de parceiros para crescer.

Minhas primeiras parcerias foram com foi uma fisioterapeuta e uma educadora física. Nos dávamos bem e tínhamos objetivos semelhantes: ter um consultório de sucesso. Elas passaram a me indicar para as suas clientes e eu além de atender, também fazia palestras e ações gratuitas com elas. Conheci muita gente, peguei muita prática de atendimento e meu nome começou a rolar nas indicações de rodinhas de amigas.

Depois delas vieram outras parcerias, claro. Tive contatos com pessoas que me procuraram, mas que nossas ideias não bateram. Tive parcerias que não foram para frente, também. E está tudo certo. Como sempre digo, temos que estar em evolução constante para entregar o melhor para os nossos clientes.

E ter bons parceiros, além de ser uma forma de atrair mais pessoas para conhecer nosso trabalho e por fim agendar consulta, é uma ótima forma de agregar valor e levar o paciente ao resultado.

Para te facilitar seu caminho um manual gratuito com o passo a passo completo para você fechar parcerias de sucesso.  Você pode fazer o download aqui 😉

“Mari, mas eu me sinto insegura”

Isso também aconteceu comigo, nutri.

Primeiro paciente agendado. Gelei. E se eu errasse a conduta? E se ele perguntasse algo que eu não soubesse?

Primeira coisa que eu fiz foi ler muito: cadernos da faculdade, livro de Nutrição Clínica da Lilian Cuppari, li sites e fóruns.

Ainda não me sentia preparada, estava com muito receio de ser julgada como incompetente, mas eu tinha que ir, eu tinha que começar, era o que eu mais desejava na vida.

E no final das contas a consulta foi legal, um pouco demorada pela minha falta de prática, mas foi leve e divertida. Me senti bem e bastante animada com meu novo desafio.

Acredito que até o 10º cliente eu ainda me sentia bastante insegura, mas o que me ajudou muito no início foi atender pessoas do meu convívio, de graça mesmo. Isso me ajudou a romper a barreira do medo de receber uma pergunta que eu não soubesse. E quando isso aconteceu, minha resposta foi tão natural: “poxa, eu não sei te responder isso no momento, mas vou pesquisar e te falo”. A gente cria um mundo na nossa cabeça muito cruel conosco. 

Como eu já passei por isso, fica aqui o meu incentivo: Nutri, se você tem seu CRN em mãos é porque tem todas as habilidades para atender pessoas, vai lá. Se joga sem medo! E veja na prática como nossa profissão é linda ❤️ 

Com Amor em Nutrir,

Mari

outras postagens

Assine nossa lista VIP!

Deixe aqui seu e-mail e receba na sua caixa de entrada materiais exclusivos, dicas da nossa equipe e outras vantagens. Mas só para quem é da nossa lista VIP!

Cadastro realizado com sucesso!