fbpx

Como ter uma gestão eficiente no consultório de nutrição

Oi nutri,

Nutri, você enxerga o seu consultório como uma empresa?  A maioria dos nutricionistas não enxergam e esse é justamente o primeiro passo para você ter um consultório de sucesso.

Faturamento, regulamentação, encargos, funcionários… Essas são algumas características comuns a empresas de pequeno, médio e grande porte. E com seu consultório não é diferente, nutri.

Segundo o IBGE, 60% das empresas fecham as portas antes de completarem 5 anos e isso se deve à falta de planejamento e noção de gestão dos empreendedores. Muitas pessoas abrem um negócio empolgadas e com fé que vai dar certo. Mas uma empresa não depende apenas de fé, trabalho e animação e sim de estratégias eficientes.

O erro clássico é: aprender a atrair pessoas, mas não conquistá-las. Os pacientes não têm resultados com o tratamento e não são fidelizados. As pessoas não enxergam valor no preço cobrado pela consulta, pois está parecida com as dos demais profissionais que ela já foi. E o pior: não existe organização financeira, organização pessoal, cumprimento de prazos, contas pessoais sendo pagas na conta do consultório, não tem métrica de nada, não sabe quantas pessoas remarcaram ou abandonaram o tratamento… se sua vida está assim, cuidado!

Por onde começar?

Se você se identificou com a descrição, calma, que tem solução! Primeiro você precisa entender que gestão vai além de burocracia. Antes essa palavra me dava calafrios, porque parece que ela está intimamente ligada à matemática, contabilidade, finanças, né? Mas ela é muito mais do que isso. Gestão é você saber gerenciar seus ganhos, custos, otimizar lucros, saber onde colocar o dinheiro, planejar produtos e serviços novos, cuidar da equipe, saber precificar os serviços entre outras coisinhas.

Regulamentação

Como toda profissão, nós nutricionistas também devemos regulamentar nosso atendimento. Isso serve para todos que atendem: seja em consultório próprio, seja pagando % em uma clínica e até mesmo quem faz atendimento em domicílio.

Entenda: você faz uma prestação de serviços dentro de uma região e precisa pagar impostos por isso, como todas as pessoas que vendem/prestam serviços para outras pessoas. Isso é lei e não tem como fugir disso!

Se você não tem alvará/licença de funcionamento ou se não está recolhendo impostos precisa começar a fazer.

Primeiro passo: procurar um contador de sua confiança para que ele liste os documentos que precisa tirar para sua regulamentação. Isso varia de cidade para cidade. Cada prefeitura pede documentos e faz exigências diferentes. É ele que vai te falar se é melhor você abrir empresa ou continuar atendendo como pessoa física, inclusive. Caso queira fazer isso sozinha, é possível, mas redobre a atenção. Você vai precisar ir na prefeitura, em muitas existe um serviço chamado “Sala do Empreendedor”, e obter informações por lá. Se quiser abrir empresa, ter um contador é obrigatório.

No mais, os documentos que GERALMENTE são exigidos são esses:

– Alvará de funcionamento

– Vistoria da Vigilância Sanitária

– Certificado dos Bombeiros

E esses GERALMENTE são os impostos recolhidos de pessoa física:

– ISS (Imposto Sobre Serviço) mensal – geralmente é uma taxa fixa

– Carnê leão

– GPS (Guia da Previdência Social) – para sua aposentadoria, licença maternidade e afastamentos

Ressalto que essa é uma lista básica, tem cidade que exige mais do que isso. Tem que ver como a sua funciona.

Organização financeira

Educação financeira é um assunto que mal é discutido no Brasil, não fomos acostumados a falar de dinheiro e muito menos como guardar. Dinheiro ainda traz muito tabu, há quem pense que é sujo ou errado ganhar dinheiro. As escolas não ensinam isso, nossos pais também não sabem e por isso que tem tanta gente em dívidas astronômicas, com o nome em Serasa, SPC e assim vai.

É importante você estudar e cuidar da parte financeira do seu consultório, porque é isso que vai salvar seu consultório de fechar no primeiro ano de vida dele. Olha só o que você precisa fazer:

1. Tenha duas contas no banco, uma para sua vida particular e uma para o seu consultório.

Converse com o gerente para abrir uma conta que não precise pagar taxas, veja qual a sua necessidade de saques e transferências.

Ter duas contas é muito importante e o primeiro passo para você se organizar. O único dinheiro que você poderá gastar com assuntos pessoais é o que estará na conta particular.

2. Defina um salário.

No começo, eu sei que é difícil porque é pouco dinheiro que entra e as contas são grandes, mas se você não fizer isso desde o começo, pode se perder no caminho.

Você pode definir 500 reais, 2 mil ou 6 mil, por exemplo. Faça as contas de quantos pacientes você precisará atender por mês para conseguir pagar os custos do atendimento + o seu salário.

Defina metas para aumentar o seu salário gradualmente, conforme sua agenda cresce.

3. Tire um percentual de toda consulta para reserva.

Eu sugiro que você tire 20 reais de cada consulta e coloque em um envelope. No final da semana, deposite esse dinheiro na conta poupança da sua conta profissional. Assim, sempre que surgir uma emergência ou um gasto que você precisa muito, tem reservado e não afetará a saúde financeira do seu consultório.

Estipule metas para o seu consultório. 

Você quer atender mais pacientes? Comprar um aparelho de bioimpedância? Trocar de sala? Independente de qual for o seu objetivo você precisa ter ele sempre em mente e estabelecer um prazo.

Para tomar essas decisões é fundamental que você acompanhe suas métricas. Isso pode definitivamente VIRAR o jogo do seu consultório e nesse vídeo te explico o porquê!

 

O que muda fazendo isso?

Quando você passa a ver seu consultório dessa forma, você conhece consegue fazer uma análise financeira, planejar novas ações e inovar no seu atendimento.

Com uma boa gestão você conseguirá administrar melhor seu tempo e seu dinheiro.

8 sinais de um Consultório Sustentável e Duradouro

1. Você tem um salário estabelecido e fixo todo mês.
2. Seu faturamento é contínuo e crescente, não tendo grandes quedas em época de férias e festas de final de ano.
3. Você consegue tirar férias, sem prejudicar seu faturamento.
4. As pessoas recomendam seu trabalho (a indicação boca a boca é grande).
5. A mídia local sempre te convida para fazer entrevistas e reportagens, porque você é referência no seu nicho na sua cidade.
6. Seus pacientes chegam no objetivo inicial, fazendo todo o acompanhamento que precisam.
7. É organizado e bem planejado.
8. Você tem reservas financeiras para reinvestimento, estudos, imprevistos, etc. 

Se você quer ser, ainda em 2021, uma nutricionista de sucesso e ter o consultório com a agenda preenchida, mas sente que falta planejamento, criatividade, motivação, apoio e/ou até atitude para colocar os projetos em prática, essa imersão foi feita para você!

Vou mostrar tudo o que você precisa fazer para seu consultório ser um sucesso, trabalhando com captação de clientes, atendimento, fidelização e gestão.

Então anota na agenda, entre os dias 07 e 14 de junho, eu vou te ajudar a destravar tudo o que a afasta do consultório de 10 mil.

E este é o meu convite porque quero muito que você seja uma Nutricionista de Sucesso. 

Se você quer ser A Verdadeira Força do Consultório clique aqui para se inscrever!

Com Amor em Nutrir,

Mari

outras postagens