fbpx

O que é nutrição esportiva e porque escolher esse nicho

Oi, Nutri!

Já falamos aqui sobre por que é tão importante ter um nicho definido na nutrição. E entre tantas possibilidades, a Nutrição Esportiva é uma opção para quem gosta de esporte e de trabalhar com performance. Esse nicho que vem ganhando destaque nos últimos anos e em pesquisa que fizemos em 2020 com mais de 6 mil nutricionistas, 17% dos entrevistados declararam atender atletas.

Na graduação, aprendemos apenas um semestre da disciplina de Nutrição Esportiva. Sabemos o quão vasta é a área de nutrição esportiva, assim como a importância de estudar o assunto para trabalhar com emagrecimento e longevidade.

Nutrição esportiva é a área que aplica a base de conhecimentos científicos, incluindo fisiologia e bioquímica, para a melhora no desempenho de atletas amadores e profissionais. De forma geral, os nutricionistas que atuam nessa área associam a alimentação com a prática de esporte.

Ela pode auxiliar um programa de exercícios com finalidade específica, seja para melhoria da saúde, aumento de força, desenvolvimento muscular, aumento de energia ou recuperação pós-exercício. O nutricionista esportivo precisa estar atento aos nutrientes necessários para o bom desenvolvimento e aos níveis corretos de hidratação exigidos para cada atividade.

Oportunidade de Mercado

Quando falamos de nutrição esportiva, provavelmente a primeira coisa que vem a sua mente são os esportes individuais: corrida, ciclismo, natação, musculação, crossfit. Mas não podemos nos esquecer dos esportes coletivos. 

Futebol, Vôlei, Handebol e Basquete estão entre os esportes mais praticados no país. Além de milhões de atletas amadores, todos eles possuem ligas nacionais e campeonatos consolidados, envolvendo o trabalho direto de profissionais da nutrição.

Além disso, nunca se abriu tantas academias no Brasil. Em 2018, foram mais 33 mil estabelecimentos dedicados à atividade física em funcionamento, o que nos coloca como o 2º maior no segmento no mundo, atrás apenas dos EUA.

Segundo o IBGE, aqui no Brasil 61,3 milhões (37,9%) de pessoas de 15 anos ou mais de idade praticam alguma atividade física, sendo que destes, 54% faz uso de suplementos alimentares, de acordo com pesquisa promovida pela Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Para Fins Especiais e Congêneres (ABIAD). E quer saber um dado alarmante? Apenas 12,5% das pessoas fazem uso de suplementos prescritos por Nutricionistas.

No ano de 2018, o mercado de suplementos nutricionais teve um crescimento de 12%, com um faturamento superior a 2 bilhões. Ou seja, o nutricionista – que é o profissional habilitado para prescrever suplementos e cuidar da alimentação dessas pessoas – tem um mercado em ascensão. 

Como se posicionar para esse nicho de mercado

O seu público precisa estar ciente da sua importância que vai muito além de dietas para treinos, que você também precisa estar atento aos nutrientes necessários para o bom desenvolvimento e aos níveis corretos de hidratação exigidos para cada atividade, ou seja, você não só ajuda a melhorar a performance como é peça fundamental para transformação do paciente.

Lembre-se também que, a não ser que você escolha um sub nicho específico, como por exemplo maratonistas, você não atenderá só atletas, mas também praticantes de atividades físicas que não necessariamente querem competir. Então faça posts para ambos os lados, tanto para os que almejam o podium quanto para os que só querem atingir uma melhor qualidade de vida. Olha só o que você pode postar:

Motivação:

Sabemos que uma das maiores dificuldades para quem está começando a praticar exercícios é o começar. Poste frases, vídeos ou faça lives contando como você se motiva, que nem todos os dias eles terão vontade de praticar e o que fazer quando esses dias acontecem.

Receitas:

Poste pratos pré e pós-treino, ensine como fazer coisas diferentes do famoso frango com batata doce que é o que todo atleta imagina que seja a alimentação correta. Incentive o seu público a combinar o esporte com uma alimentação balanceada.

Suplementos esportivos:

Desmistifique esse assunto, explique para que eles são necessários, a importância de não consumi-los sem acompanhamento e como o uso dos mesmos, de maneira correta, pode ajudar nos resultados.

Rotina:

Compartilhe os seus exercícios, suas refeições e rituais. Ajude seu público a entender que é possível praticar uma atividade física mesmo com uma rotina mais corrida.

A importância do seu nicho:

Grande parte dos praticantes de atividade física não se consultam com um profissional da nutrição esportiva por não achar necessário uma dieta específica, ou seja, por falta de conhecimento. Deixe claro a importância da nutrição com o esporte.

18 títulos prontinhos para você usar:

1. O que comer antes de treinar?
2. A importância da alimentação na prática de atividade física.
3. Mude os seus hábitos hoje!
4. X dicas para ler rótulos de suplementos
5. Qual é seu biotipo corporal e como usá-lo a seu favor?
6. Não cometa estes 3 erros na hora de escolher suplementos
7. Academia em casa, é possível?
8. Como encaixar a atividade física na minha rotina
9. Como eu me motivo para me exercitar?
10. X alimentos que te ajudam no treino
11. As minhas receitas favoritas (que podem ser as suas também)
12. Olha o que fiz com minha paciente para diminuir 20 minutos da prova X.
13. Essas vitaminas podem te ajudar a alcançar seu objetivo
14. Como a nutrição pode me ajudar a chegar ao podium?
15. Só me exercitar é o suficiente?
16. É obrigatório comer proteína depois do treino?
17. Esse ritual mudou a minha vida (e vai mudar a sua)
18. Por que devo começar a me exercitar?

Focando ainda mais

Como dissemos, existem centenas de modalidades esportivas e diversos níveis de envolvimento. Se você quiser se especializar ainda mais, tornando-se referência em uma determinada atividade, você pode nichar ainda mais.

Um ótimo exemplo são os corredores de rua.

No Brasil, aumentamos em 50% o número de participantes nas provas nos últimos 7 anos. Para você ter noção, estima-se que hoje sejam seis milhões de corredores, o segundo esporte mais praticado no Brasil. Com certeza a facilidade para praticar o esporte e o espírito de liberdade contribuíram para esse aumento.

Ser nutricionista generalista, atendendo todas as modalidades, é legal, mas quando você foca em um público específico, você tende a virar referência entre eles rapidinho. Imagina só você estudar mais sobre os desafios e estratégias alimentares para atletas e praticantes de corrida. Com isso, você pode começar a fechar parcerias com assessorias de corrida e atender os alunos deles. Como você é uma nutri que ama nutrir, sua consulta vai ser muito diferente, atenciosa e humanizada. Logo, esses primeiros clientes de corrida começaram a ter resultado: menos lesão, menor tempo em prova, menos esgotamento físico. Consequentemente, seu nome estará nas rodas de conversas desses corredores.

Enquanto isso, comece a frequentar essas provas, treinar e correr junto. Leve uma refeição pré prova para seus pacientes, esteja na chegada parabenizando cada um deles.

Pronto. A partir disso, você passa a ser referência em nutrição para corredores da sua cidade e trabalha com um nicho de pessoas bem divertidas e que amam se desafiar. Legal, né?

O mesmo vale para outros esportes como o Crossfit, Natação, Tênis, Surf, Jiu-Jitsu, entre outros.

Nutri, esse com certeza é um mundo à parte e que merece ser explorado!

Se você tem interesse, esse é um assunto recorrente no nosso perfil do Instagram, segue a gente lá para acompanhar.

Com Amor em Nutrir,

Mari 

outras postagens